Sistema de Créditos

Você já se perguntou o que acontece de noite com a eletricidade de quem tem placas solares? Obviamente não ficam no escuro. Hoje vamos explicar o que é o chamado “sistema de créditos” para pessoas que geram energia solar na sua residência podem usar a eletricidade, até quando não estão produzindo.

Para pesquisar o conteúdo desse artigo, usamos a resolução normativa da ANEEL 482/12.

On grid e off grid

  • Quando instalamos placas solares, é comum gerar mais energia de dia e gastar mais a noite, mas a eletricidade não pode ficar esperando na placa para ser consumida. Os sistemas podem ser classificados pela forma que resolvam esse problema:
  • Off Grid: é aquele isolado da rede pública de energia, muito utilizado em locais onde não há abastecimento elétrico. Aqui, a energia produzida de dia é guardada em baterias, para ser usada de noite.
  • On Grid: é o mais usado, onde o sistema é ligado a rede e é a energia não é armazenada no local. Aqui, o sistema envia energia produzida em excesso para a rede e puxa energia da rede quando precisar.

A segunda forma apresenta algumas vantagens com relação a primeira:

  • Não usam baterias, que são caras, perigosas, ocupam espaço e duram bem menos tempo que as placas, além da manutenção ser frequente. Quando emprestamos energia à concessionária, ela geralmente é usada por algum outro consumidor, e não precisa ser armazenada.
  • Confiança no sistema, todos estamos acostumados a eletricidade da distribuidora, caso ocorra um problema, resolvem dentro de um prazo, e geralmente temos a garantia de sempre termos a quantidade de energia que precisamos.

Por essas vantagens, o sistema on grid é o mais comum, e o sistema off grid só é usado em circunstâncias especiais.

Sistema de créditos

Quando alguém com um sistema on grid manda energia para a rede, é como se estivesse emprestando energia, e são dados créditos pela distribuidora para serem trocados no futuro por mais energia.

Essa medição do que entra e sai é feita por um relógio bidirecional que substitui o relógio regular. O proprietário que compra o relógio.

Quando você receber a fatura de energia, vão estar destacados os valores da energia consumida e a energia que você mandou ao sistema. Se você gastou mais do que produziu, vai ser cobrado a diferença. Mas se você produzir mais do que gastar, paga uma taxa mínima e receberá créditos equivalentes à diferença Esses créditos duram 5 anos.

Dependendo de onde mora, o ICMS pode ser cobrado sobre os créditos que a distribuidora te paga. Mas o PIS e a COFINS não podem ser cobrados. Por exemplo, se o seu estado cobrar ICMS de 15%, você irá ganhar 85kwh de créditos para cada 100kwh que produzir em excesso, em outras palavras, pagou 15kwh de imposto. O estado do Paraná não cobra ICMS sobre esse tipo de geração.

Troca de créditos

Os créditos são cobrados automaticamente para abater a cota conforme a necessidade, e não abatem a taxa de disponibilidade. Consumidores do grupo A, isto é, aqueles que recebem energia à alta tensão, pagam a demanda como taxa mínima, e não podem ter uma potência de geração maior que a demanda contratada.

Consumidores de tarifas horárias, que pagam um valor para o horário de pico e um valor para o horário fora pico, ganham e gastam créditos conforme o horário que foi gasto ou produzido. Se produzir 1kWh em horário de pico, e esse valor for equivalente a 3kWh fora do horário de pico, receberá o equivalente a 3kWh de crédito produzido fora do horário de pico. Para compensar o gasto de 100kWh de pico nesse exemplo, precisará de 300kwh de créditos fora de pico.

É possível um consumidor gerar energia em um local e usar em outro, desde que esteja sob o mesmo CPF. Nesse caso, o consumidor pode escolher como alocar seus créditos.

Também é possível gerar energia solar em condomínios e abater a conta dos moradores deste condomínio.

O que achou? Ficou alguma dúvida? Se sim, não se preocupe! É normal, dada a complexidade de todo o sistema elétrico, então entre em contato conosco que iremos te ajudar. E nos siga nas redes sociais para acompanhar nossos próximos posts. Até a próxima.

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Você precisa de ajuda?

Caso você tenha um problema, nós temos a solução! Preencha os formulário abaixo e iremos entrar em contato o mais breve possível.